Are you there, vodca? It’s me, Fábio!

Imagem

Eu vinha de uma série tão boa de noites com sonhos incríveis e de repente, vodca. Há três noites havia sonhado com Apolo e com minha prima predileta, eu e ela tomávamos suco de graviola com Malibu e comíamos cookies na beirada da piscina de casa enquanto Apolo tentava comer morcegos em plena luz do dia. Ele caia na piscina e nós ríamos, ríamos. Ele jogava terra em nossas bebidas e nós ríamos, ríamos. Há duas noites foi a vez de Vida Berenice e Dilma Rousseff. Sonhei que eu estava estudando direito em uma cidade no interior de Minas e minha professora de direito civil era a própria presidenta da república. Eu levava Vida para as aulas comigo dentro de uma sacola ecológica da Drogaria Araújo e Dilma me odiava por isso, até que um dia Vida lambeu a boca dela durante uma prova e a sucessora de Lula se apaixonou pelo canídeo. No sonho Dilma era dura comigo durante as aulas mas saía comigo pra jogar Star Wars Lego todo dia depois de terminadas as atividades acadêmicas. Nós jogávamos videogame e ríamos, ríamos. E na noite de ontem: vodca!

Depois do dia de meu baile de formatura essa deve ter sido a noite em que me embebedei mais rápido! Open bar de vodca não é de Deus, galera, fujam. Nossos planos eram: cinema e depois sertanejo. O filme foi legal, mistura de história americana com vampirismo. O Sertanejo estava morto, tentamos bar de música retrô, mas estava muito vazio. Tentamos dois bares diferentes e fomos dispensados pelos garçons pois as casas estavam fechando, por volta de meia-noite e meia. Acabamos numa boate gay, a última das opções tanto para mim quanto para as garotas que não são lésbicas. Chegamos ao local com fome e sede, e ao invés de comer e beber água, caímos de boca na vodca.

A noite foi fantástica, rimos muito e acabamos afogando as mágoas e outras coisas que até sabiam nadar em vodca. Cheguei em casa há cerca de 5 horas, dormi como uma pedra e acordei: bêbado? Será possível ou isso que sinto será a bendita ressaca de vodca?

Arrombaram meu carro na rua e por minha sorte só levaram meu celular. Havia óculos de sol, raquete de tênis e outros itens de maior valor material e sentimental lá, mas por sorte não levaram mais nada, só meu celular com minhas fotos, arquivos, músicas, contatos, meu número, um pouco de minha dignidade. Sensação de impotência, de injustiça. Mas isso é o de menos, não vou deixar-me abalar, estamos no meio de um feriadão e ainda tenho muito que me divertir, se a vodca permitir.

Acordei com Hermione Granger, Harry Potter e Ron Weasley lutando contra o basilisco em Harry Potter e a Câmara Secreta. Delícia, não sonhei a noite mas vou viajar no mundo da imaginação de J. K. Rowling.

Tenham todos um excelente sábado e cuidado com a vodca, ela pode acabar com seus sonhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s