O sentimento do mundo

Eu não me lembrava que o seriado Dawson’s Creek era tão triste e cheio de discussões interessantes sobre a vida, o universo e tudo mais. Essa semana andei escutando a trilha sonora da série, músicas tristes, sobre abandono, decepção, uma desgraçaria só. Hoje enquanto batia veneno pra pulga nos meus cachorros vi que o canal Liv está reprisando Dawson’s e assisti um pedaço de um episódio, tão anos noventa, que roupas e cabelos eram aqueles!? Jesus. Fora o figurino, que eu rasgo, amasso e jogo no lixo, as discussões são muito atuais e como sainda osuum adolescente sem as espinhas e com um pouco mais de dinheiro no banco, me senti parado no tempo… Sou o mesmo tolo sonhador, iludido por um mundo cheio de promessas, possibilidades, mas ao mesmo tempo cruel e excludente, preconceituoso, duro e frio. Eu não quero perder o pouco de doçura, ingenuidade que me resta, mesmo o mundo exigindo que eu não seja assim, gosto de ver as coisas com bons olhos, cheios de açúcar e pistache. Rs.

Uma coisa sei que tenho que desaprender: a achar que o amor é eterno, que é capaz de tudo, que move montanhas e etc e tal. Nem o meu amor nem o amor dos outros é maior que a realidade dos fatos, a realidade de que tudo um da pode morrer, sem mais nem menos, sem dar sinal. Eu amo de um jeito torto, eu sei, mas amo bonitinho. Amo meus pais, meus cachorros, meus amigos, meus irmãos, minhas coisas, meus colegas de trabalho. Faço carinho, mando recadinhos carinhoso, faço surpresinhas, me preocupo, sinto saudades. Às vezes preciso desaparecer, ficar sem dar notícias e me isolar em meu casulo. Ponto negativo. Sou meio lobo solitário as vezes, minha timidez, minha impaciência e minha pressa atrapalham meu convívio social, I get it.

Desde de criança, na hora do recreio eu pedia a tia pra me deixar na sala, que eu comeria meu lanche na minha carteira mesmo. Ficava ansioso, pro tempo passar logo e a aula recomeçar. Odiava ter de socializar no pátio, era um espaço aberto demais, muitas possibilidades, um caos. Eu sempre conversei em sala, sempre fui muito popular com os outros alunos, mas nunca me envolvia demais. Gostava muito dos meus colegas, ficava super triste quando alguém pedia transferência de escola ou era expulso, parecia que meu universo se desequilibrava um pouco, mas logo voltava ao normal.

Aqui em casa nós amamos de uma forma gauche… Meu pai é muito frio com os filhos, mas nos ama demais, se preocupa muito, mas da forma dele, distante, sem demonstrar muito. Me surpreendi com ele algumas semanas atrás quando ele me deu um beijo no rosto, não tenho lembrança de ato semelhante no passado recente. Minha mãe é meio louca, histérica. Nos ama demais, tenta nos ter debaixo de suas asas o tempo todo, mas briga demais, desfaz demais, nos diminui muito e às vezes faz mal para a auto-estima de quem está ao seu redor. Ela fala demais e se atrapalha, o contrário do meu pai que quase não fala. Nós, os filhos, irmãos, temos dificuldade em demonstrar carinho um pelo outro, quase não nos abraçamos, nos cumprimentamos de longe, não existe muito toque, sinestesia. Eu sinto falta disso. Mais uma coisa que a TV me faz achar que tenho que ter para ser feliz, uma família sinestésica, que se abraça o tempo todo, que se beija e que ri o tempo todo… Sei que não tem de ser assim, mas seria gostos que tivéssemos nossos momentos Doriana de vez em quando.

Galera, vamos amar bastante, afinal é disso que todos precisamos.

Sentimento do mundo

de Carlos Drummond de Andrade

Tenho apenas duas mãos
e o sentimento do mundo,
mas estou cheio escravos,
minhas lembranças escorrem
e o corpo transige
na confluência do amor.

Quando me levantar, o céu
estará morto e saqueado,
eu mesmo estarei morto,
morto meu desejo, morto
o pântano sem acordes.

Os camaradas não disseram
que havia uma guerra
e era necessário
trazer fogo e alimento.
Sinto-me disperso,
anterior a fronteiras,
humildemente vos peço
que me perdoeis.


Quando os corpos passarem,

eu ficarei sozinho
desfiando a recordação
do sineiro, da viúva e do microcopista
que habitavam a barraca
e não foram encontrados
ao amanhecer

esse amanhecer
mais noite que a noite.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s