What you see is not what you get.

De acordo com a lenda japonesa, se uma carpa consegue subir a corredeira do rio até o ponto chamado Portão do Dragão, no rio Amarelo, ela será transformada em um dragão. Baseado nesse fato, a carpa se tornou um símbolo de aspiração e progresso. Mais genericamente, significa boa sorte, coragem e habilidade de atingir objetivos difíceis. Além disso, o ideograma que significa carpa em japonês, “koi”, também pode ser traduzido como amor em línguas ocidentais, mas um amor por uma pessoa específica, o amor romântico ou passional, ao contrário de “ai”, que seria o amor genérico. Há um ditado naquele país que diz: Koi está sempre querendo, Ai está sempre oferecendo.

A carpa em culturas orientais é associada a boas qualidades masculinas e por isso é símbolo muito utilizado no dia em que celebram o dia das crianças do sexo masculino. Dependendo da cor e de sua posição no corpo da pessoa, uma tatuagem de carpa pode ter diferentes significados. Cinco carpas de cores diferentes, por exemplo, podem significar riqueza eterna e bem estar.

A cor azul na cultura japonesa geralmente é associada à limpeza e pureza, além de calma e estabilidade. É considerada uma cor feminina, e por isso muito usada por jovens para mostrar sua pureza. Em algumas culturas ocidentais o azul geralmente está associado à tristeza, depressão ou derrota.

Estudos apontam que tatuagens são mais comuns entre pessoas com distúrbios mentais, principalmente os mais graves, do que na população geral. Além disso, alguns ensaios mostram que pessoas tatuadas tiveram infância mais caótica e traumática, poucos anos de educação e maior instabilidade social. Não há associação entre o local, a forma ou o tamanho da tatuagem, mas tatuagens múltiplas, visíveis e dispostas de forma irregular estão associadas com a personalidade da pessoa. Além disso, psiquiatras observaram que tentativas de suicídio, abuso de substâncias e abuso sexual podem ser mais comuns em pacientes psiquiátricos com tatuagens.

Eu tenho uma enorme carpa azulada em meu ombro direito, em uma posição tal que parece que ela está pulando por cima de mim, vinda de trás para frente. Bem, interpretações diversas podem ser feitas, eu escolhi o desenho pelo simbolismo do mesmo, mas até então só conhecia da lenda a parte da coragem, superação de obstáculos. Observando agora com esses outros dados eu diria que a tatuagem quer dizer mais sobre mim do que podia imaginar. Uma mistura do masculino, carpa em si, com o feminino, a cor azul; interpretando do ponto de vista oriental pois aqui no ocidente azul é coisa de menino e carpa para mim é um peixe super mulherzinha. Minha carpa está avançando para frente, sozinha, olhos ávidos e fixos no futuro. Só resolvi fazer a tatuagem que sempre quis fazer quando uma pessoa muito amada se tatuou, me senti estimulado, um pouco de inveja e a coragem que me faltava apareceu. E na ocasião se tratava de um amor do tipo koi, muito específico, até certo ponto egoísta, bonito. Que acabou. Mas a tatuagem é minha e me acompanha onde eu vou, como a minha história o faz.

Não gosto muito dessas avaliações de comportamento que muitas pessoas leigas fazem de mim, baseadas muitas vezes em preconceitos, informações parciais, primeiras impressões, muitas vezes me magoam e me fazem sentir mal. Eu gosto muito de ouvir o que os outros pensam sobre mim, do meu comportamento, do meu jeito, mas geralmente isso vindo de pessoas que realmente me conhecem bem e num primeiro momento “sabem” do que estão falando. O desabafo tem a ver com minha tatuagem, mas também com julgamentos que pessoas próximas ou não fizeram ou fazem do meu caráter ultimamente.

Atrás de minha tatuagem eu ainda estou aqui, não me sinto outro, diferente de antes de ter minha pele marcada com tinta. Não acredito que a tatuagem me dê superpoderes, que me faça alguém mais ou menos interessante, que ela me faça me despregar de um grupo e passar a integrar outro. Eu a encaro como um adorno, feito para mim, sob encomenda. Claro que espero que os outros gostem e entendam ou me perguntem o porquê dela, mas se não entenderem ou não se interessarem eu saberei lidar com isso. Acima de tudo eu acho que a tatuagem é apenas uma forma de expressão não verbal, e o significado depende muito do universo particular do tatuado.

Mudando de assunto, para finalizar, sonhei muito com meu futuro nessa última noite. Acho que isso é um bom sinal. Sonhei comigo em Paris, comprando, claro, e em seguida pegando o avião e indo até Nova York para assistir a peças na Broadway. Eu usava no sonho sempre a mesma roupa apesar do passar dos dias: um casaco de pele marrom claro, uns óculos escuros de lentes enormes e um boné jeans. Barango, não? Mas eu me sentia um pop star, passeando prá lá e para cá. No sonho eu não tinha casa, andava com tudo o que me pertencia comigo, inclusive meus filhos, Vida e Apolo. Acordei cedo e fui encarar meu pior dia no centro de saúde dos últimos meses. Meu dia foi ruim, pouco produtivo e muito cansativo. Ainda bem que acabou, agora é estudar um pouco, ver Simpsons e dormir.

O que você vê na imagem? Duas cabeças de idosos ou dois jovens mexicanos, um tocando violão?

;

O que você vê?

;

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s