Inventando o que fazer

A cada dia que passo tenho ideias mais malucas para passar meu tempo e não simplesmente mata-lo. Matar tempo não é fácil e contraproducente. Por mais que o que eu escreva aqui sejam desabafos de um adulto jovem mal resolvido, eu me sinto muito bem fazendo isso. Mas toma pouco do meu tempo livre. Trabalhar mais eu não quero, estou tentando ser mais ambicioso, mas o salario que eu ganho por hora me satisfaz. Estudar é um plano, fazer outro curso superior é um projeto que estou adiando há meses, acho que terei de esperar até 2012. Então eu pensei em algo que eu sempre quis fazer e nunca tive coragem: aprender a cantar. Não tenha uma boa voz e nem quero seguir carreira, mas adoro cantar e quero que isso se torne um hobby, entrar para um coral, cantar para mim.

Hoje quis tanto cantar em frente a uma câmera e fazer registro de vídeo de como sou eu cantando, mas tive vergonha, mesmo de gravar para mim mesmo. Estou amadurecendo a ideia. Tenho que acostumar com a idéia de me filmar até mesmo por causa do programa de educação permanente da prefeitura, que prevê o uso de consultas gravadas para uso didático, e eu sou facilitador do programa.

Essa noite meu sonho internacional foi com o Japão, eu e minha prima Luciana estávamos lá para comprar quiabo japonês, nem sei se isso existe. Estávamos num bairro bem simples, de imigrantes, e ficávamos o dia todo andando pra baixo e pra cima procurando quiabo do bom. Lembro que tínhamos de andar com um saco de moedas de ienes, que são bem mais desvalorizados que o real, e no sonho uma Coca-Cola custava quatro milhões de ienes. Uma criança mutante, com cabeça de libélula começou a correr atrás de nós, lembro que ela estava gritando algo em uma língua que deve ser o que meu inconsciente acha que é Japonês. esse sonho foi interrompido quando a criança devorou minha prima. Eu então voltei para Washington DC com minha mãe e meus irmãos. O mesmo sonho d anoite anterior, mas dessa vez ao matar a mendiga com as sacolas nós notamos que as mesmas estavam repletas de perfumes, Dior e Carolina Herrera, e muitos iogurtes. Nós além de matarmos a coitada ainda a saqueamos, meu irmão tomou vários potes de iogurte e todos nós escolhemos um perfume para levar.

Doze horas no centro de saúde. Hoje tenho reunião com uma professora da faculdade de medicina que envia internos para cá. Por isso estou de castigo aqui até o final do dia. A reunião será polêmica, os alunos atuais cão complicados de lidar e nós médicos não estamos ainda recebendo a bolsa de estudos que a faculdade ficou de nos pagar. Eu sinceramente não estou preocupado com os estudantes nem com a bolsa, se eles quiserem aprender eu ensino, ajudo, se quiserem me pagar que paguem. estou agora comendo um rocambole de chocolate com rum, que bom. Achoq ue isso deve ser ilegal para consumo dentro do centro de saúde. Foi só falar nisso que a professora chegou. Os outros médicos não desceram, então vou terminar o meu post.

Estou com o corpo todo doendo por causa da aula de RPG ontem. Há um ano eu não fazia aulas de RPG, estava fazendo Pilates, que é muito diferente e perto do RPG nem é tão torturante. A fisioterapeuta consegue fazer doer cada centímetro do corpo, até onde não tem nada para doer dói. Impossível de ser feliz. Mas quero continuar, minha postura melhorou com o Pilates e pelo visto novos progressos só com o RPG.

Meus colegas desceram, vou para a reunião. Espero voltar a escrever ainda hoje, ainda não descarreguei aqui tudo o que eu precisava, e quero entende rmelhor essa minha vontade de cantar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s