Carisoprodol e outras drogas

Passei a odiar os representantes de indústrias farmacêuticas depois de uma overdose de relaxante muscular que tomei hoje. Bem, eu devia era me odiar por ter feito essa burrada, mas nesse meu momento é mais cômodo odiar os outros, já me odiei demais nos últimos meses.Seguem os eventos que me levaram a odiá-los.

Acordei cedo e já ouvindo meus pais reclamarem dos meus cachorros, que são uns anjos de bondade e candura. Não tem nada pior para começar o meu dia do que ouvir meus pais reclamando. Cheguei no centro de saúde e dos oito médicos que lá trabalham só havia eu. Cinco minutos depois de ter chegado ao meu consultório, todos os internos vieram atrás de mim cheios de dúvidas e as enfermeiras com milhões de pacientes super-graves, como uma que queria fazer uma ultrassonografia do pé urgente porque a sua vizinha estava achando o seu pé direito muito diferente um do esquerdo, ou o outro que queria um relatório de invalidez por ser hipertenso, sem nenhuma sequela, para receber pensão de sua ex-esposa, pois ele trabalha e ela também, mas ela recebe mais que ele.

Meu dia tinha de tudo para ser péssimo e a princípio não foi diferente: às nove da manhã eu já estava somatizando tudo em forma de dor excruciante na região dorsal. Eu não conseguia nem mexer meus ombros, tamanha a dor. Procurei por amostras grátis de medicamento para dor e dei de cara com um revolucionário relaxante muscular que não tinha efeito sedativo. Ele tinha uma porrada de medicamentos num só comprimidos. Oba, é esse – eu pensei. Tomei logo dois comprimidos e em 20 minutos eu estava totalmente viajando na maionese, azeda. Eu perdi até o controle dos meus braços, os pacientes falavam comigo e eu me sentia no desenho do ursinho Pooh, todos eles eram Tigrões que eu queria que pulassem pra bem longe de mim. Pedi um tempo e deitei, dormi por quase duas horas seguidas na maca e o centro de saúde ficou sem médico, ou com apenas um médico drogado. Acordei assustado, nem sabia onde estava, sonhei que estava em Veneza com Lizaura e Angelina Jolie. almocei, fiz meus pré-natais, briguei com minhas grávidas que enchem a cara de refrigerante e vim pra casa contente fazer minhas lições de dutch. Cheguei, pus minha leitura da revista Info em dia e quando comecei a estudar holandês recebi um SMS de um amigo me convidando para correr na lagoa, hesitei porque ainda sentia dor, mas aceitei o convite e fizemos um caminhada muito descontraída, eu ainda estava sob efeito do medicamento, mais lerdo que de costume, mas me diverti muito com a conversa. esse meu amigo quer ser diplomata, acho super legal e sinto que é uma profissão que eu adoraria exercer. Fiquei muito interessado na nossa conversa hoje sobre a carreira.

Essa semana eu tinha me proibido de fazer atividades físicas. Tenho corrido muito, malhado muito, me esticado muito e apesar de me sentir um pouquinho mais bonito, corpo legal, não acho que todo o tempo que eu invisto moldando meu corpo é tão necessário. Correr com amigos e malhar um pouco é meu novo lema no que tange atividades físicas. Voltei da caminhada e tinha uma comitiva para me recepcionar, meu pai, mãe e irmãos, queriam saber sobre tarifas de telefonia celular, ufa!, achei que eles iam reclamar dos cachorros. Até ri, respondi que não sabia que agora sou cliente pré-pago e tarifas não me pertencem mais.

Ah sim, eu odeio os representantes comerciais porque eles me disseram que o remédio não sedava e tal, mas depois fui ler na bula que ele é na verdade um dos melhores sossega leão que se tem no mercado. Foi muito ruim ficar grogue no trabalho hoje, me senti um aleijado. E outros possíveis efeitos colaterais eram diarreia, anemia aplásica, ataxia, delírios. Fiquei feliz por ter ficado somente sedado.

Agora vou tomar o açaí que minha prima trouxe pra mim e assistir a um filme do Roman Polanski que eu estou louco para ver ha meses, espero não dormir no meio. Ontem fui assistir Fringe e dormi no meio do episódio, e olha que o episódio estava eletrizante. Acho que estou esgotado, gastei muita energia me reformulando, me resetando, e devo levar algumas semanas pra voltar ao meu pique normal.

Eu estava triste por estar perdendo alguns eventos culturais que vão abalar Belo Horizonte nos próximos dias/semanas, shows de bandas interessantes, peças de teatro, mas nem estou ligando mais. Acho que ainda vou viver um bom tempo e vou poder fazer muita coisa bacana. Inclusive, novidade!, Buenos Aires está na minha rota novamente em 2011, após quase dois anos! Aguardo ainda resposta da prefeitura, né, para me liberar para ser cidadão do mundo por um tempo.

Durma bem, mundo. Que venha a sexta-alegria. 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s